quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Ser intemporal


Mulher de asas,

Criada nas lendas

Da tua memória

Ancestral.

Desde então,

O meu amor correndo

No vinho de tuas veias,

E nas pontas

Das tuas espadas

Com que venceste todas

As guerras interiores.

Sombra dos teus olhos lassos,

Desde as brumas de Avalon,

Onde só penetravam

Fadas e cavaleiros,

Conheço teus passos.

Deserda-me,

Soltando-me no interior

De uma ilha,Nas noites insones

Em que só tinhas a mim.

E retorno no encontro

Dos rios, no delta.

No povoado dos teus sonhos

De entre elfos e flores

De cristal e prata,

Na canção

E na dança feérica

De uma deusa celta..

(Dan)

4 comentários:

Divani disse...

PERFECT AMEI LINDAS E SENSUAIS ...MIXUGA DO CORE

PEQUENA disse...

TA LINDO MEU ANJO...BJOS
TERNOS DA AMIGA PITTY..

TUDO POR AMOR disse...

vo vim te vizitar senpre ...muito lindo

TUDO POR AMOR disse...

muito lindo beijos da amiga tereza